Destaques

Conselheiros do CAU Brasil homenageiam arquitetos que marcaram história da profissão

Homenagem a Paulo Mendes da Rocha, Jaime Lerner e Jorge Derenji foi feita na 112ª Reunião Planária Ordinária

 

Durante a 112ª Reunião Plenária Ordinária do CAU Brasil, os conselheiros federais fizeram uma homenagem a três arquitetos e urbanistas que faleceram nesta semana e marcaram a história da profissão. Em memória a Paulo Mendes da Rocha, Jaime Lerner e Jorge Derenji, foi feito um minuto de silêncio antes do começo da reunião plenária. A conselheira Ana Cristina Barreiros, de Rondônia, repetiu palavras de Paulo Mendes da Rocha sobre a função social de arquitetos e urbanistas. “Construir a cidade não é repetir o que já existe, construir para ser mais um produto no mercado. Não é o que eu saiba fazer, mas o que sei que não devo fazer. E assim a gente pode evitar o desastre”, disse Paulo, falecido no dia 23 de maio, aos 92 anos.

 

Ana Cristina destacou que esse desastre está acontecendo na capital Porto Velho. A cidade acaba de aprovar uma lei extinguindo cargos públicos de arquitetos e engenheiros. “Não teremos mais Arquitetura e Engenharia públicas. Profissionais que tratam da cidade e da qualidade de vida dos habitantes”, lamentou a conselheira. Ela anunciou uma série de reuniões com outras entidades de classe para se opor à medida.

 

Saiba mais sobre Paulo Mendes da Rocha

 

O conselheiro Jeferson Navolar, do Paraná, ressaltou a importância de Jaime Lerner, para o seu estado. “Foi fundamental na consolidação da cidade de Curitiba como experiência de planejamento”, afirmou. A presidente do CAU Brasil, Nadia Somekh, ressaltou a importância dessa experiência para o mundo todo. “Sempre quando estávamos em qualquer reunião internacional, inclusive a ONU-Habitat, falava-se em Curitiba”, disse. “Jaime Lerner levou o nosso urbanismo para o mundo inteiro”.

 

Saiba mais sobre Jaime Lerner

 

A trajetória do arquiteto Jorge Derenji, falecido no dia 25, foi destacada pela conselheira Alice Rosas, do Pará. Gaúcho de nascimento, Jorge teve uma ação destacada em Belém, onde foi superintendente estadual do Iphan e promoveu o registro do Patrimônio Histórico no Pará. “Também deixou várias obras de Arquitetura Moderna que são referência para os arquitetos paraenses”, lembrou a conselheira, ex-aluna e ex-colega de trabalho de Jorge.

 

Saiba mais sobre Jorge Derenji

 

O conselheiro Walter Caldana, representante das Instituições de Ensino Superior, lembrou que os três profissionais homenageados na Reunião Plenária foram professores de Arquitetura e Urbanismo. E, como tal, participaram da formação de vários conselheiros. “Todos eles lutaram para que tivéssemos o nosso conselho próprio. Defenderam a profissão, a ética e a arquitetura pública. O CAU é fruto da atuação desses mestres”, afirmou Caldana.

 

Veja abaixo a íntegra da reunião:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo participa da inauguração do Escritório Modelo e Sala de Negócios da UNAMA Ananindeua.

Comunicado oficial do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Pará (CAU/PA) sobre o concurso público da prefeitura de Castanhal

VEJA COMO VOTAR: ELEIÇÕES DO CAU 2023 ACONTECEM NO DIA 10 DE OUTUBRO

Pular para o conteúdo