Destaques

Maio da Arquitetura terá ato público sobre Carta aos Candidatos

O mês  de maio concentra vários  eventos promovidos por entidades brasileiras de Arquitetura e Urbanismo, em especial em São Paulo, mas de impacto nacional e mesmo internacional. Para dar maior visibilidade e integrar a divulgação desses eventos, as entidades criaram o slogan “Maio da Arquitetura”, a ser utilizado em campanha institucional de valorização da Arquitetura e Urbanismo do CAU Brasil nas redes sociais.

No dia 25, será realizado o “Ato Público – Carta dos Arquitetos e Urbanistas aos Candidatos”, início de mobilização nacional para construção da “Agenda de Arquitetura e Urbanismo com a Sociedade”, a partir de debate da “Carta Aberta aos (às) Candidatos (as) nas Eleições 2022”, promoção do CAU Brasil e das entidades do CEAU: IAB, FNA, AsBEA, ABEA, ABAP e FeNEA. O evento será realizado no hotel Braston, em São Paulo, com transmissão e interação on-line.

 

 

 

13ª.  Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo é o grande evento internacional. Promovida pelo IAB/SP, a mostra terá início em 27 de maio, estendendo-se até 17 de julho. A mostra tem como tema “Travessia” e pretende estimular reflexões críticas com relação ao espaço contemporâneo enquanto desdobramento de eventos passados e ainda em curso por meio de narrativas que reconstruam temporalidades e levantamentos coletivos de memórias apagadas.

 

 

Antes será divulgada uma nova Pesquisa DataFolha/CAU Brasil sobre o mercado da Arquitetura e Urbanismo do Brasil e como o brasileiro constrói. A última foi feita em 2015 e revelou que 85% da população reforma ou constrói suas casas sem profissional tecnicamente habilitado, arquiteto ou engenheiro.

Na última semana do mês serão realizadas ainda a 124ª. Plenária do CAU Brasil, a 40ª. Plenária Ampliada e a 63ª. Reunião do CEAU, além de encontros promovidos pela CTRED (Comissão Temporária de Raça, Equidade e diversidade), pela CEF (Comissão Ordinária de Ensino e Formação), pela CEN (Comissão Eleitoral Nacional) e pela CED (Comissão Ordinária de Ética e Disciplina) e pelo Fórum de Presidentes.  No dia 26, haverá ainda a inauguração da nova sede do CAU/SP com comemoração dos 10 anos do início de funcionamento do Conselho em todo país.

A divulgação do projeto TABA (Trabalhadores Articulados em Benefício da Arquitetura), iniciativa da FNA, é outra ação. Lançado previamente em evento na Câmara dos Deputados no dia 27, o projeto visa aprofundar o conhecimento de arquitetos e urbanistas sobre as possíveis relações de trabalho no atual contexto social e econômico do Brasil.

Um ato em homenagem à Arquitetura e Urbanismo, na Câmara dos Deputados, encerrará e fará um balanço do “Maio da Arquitetura” em 01 de junho.

A agenda dos arquitetos e urbanistas para fazer a Carta aos Candidatos ganhar capilaridade em cada estado da federação foi pauta exclusiva do segundo dia da 123ª Plenária Ordinária, em dia 29 de abril. O plenário debateu estratégias para fazer o documento chegar aos partidos políticos e às candidaturas às assembleias legislativas, executivos federal e estaduais e do DF, Câmara dos Deputados e Senaddo.

A presidente do CAU Brasil, Nadia Somekh, estimulou entre os representantes dos estados no plenário o alinhamento com os CAU/UF para a divulgação da Carta, se viável de imediato, gerando ações ainda no Maio da Arquitetura . “Somos o ponto de conexão com os estados e é nosso papel mobilizar os arquitetos e os candidatos.”, afirmou. A presidente lembrou que o movimento em torno da Carta é suprapartidário e que tem, em última instância, o objetivo de melhorar a inserção dos arquitetos e urbanistas na produção das edificações e das cidades.

A coordenadora do CEAU e da Federação Nacional dos Arquitetos, Eleonora Mascia, propôs que os CAU/UF protagonizem a organização de atos públicos de divulgação da Carta prioritariamente entre entre 25 de maio e 24 de agosto, período que procura se ajustar ao calendário eleitoral e à agenda das candidaturas. Ela reforçou que a Carta aos Candidatos é uma contribuição dos arquitetos e urbanistas e que será enriquecida por outros atores sociais. Também defendeu o potencial do documento para qualificar o debate nas casas legislativas, tanto na Câmara e no Senado Federal e Assembleias, que elegerão titulares nas eleições de outubro. “Todos estes espaços tem discussões que precisam da participação dos arquitetos e urbanistas”, observou.

Os representantes dos estados apresentaram diferentes estratégias de aproximação política com as candidaturas. Também trocaram experiências já realizadas nos anos anteriores, como sabatinas, debates, rodas de conversa presencias e on-line, e outros formatos de diálogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Conselheiro Federal do CAU/PA, José Akel Fares Filho, Assume como Membro nas Comissões do CAU/BR

NOVA PRESIDENTE DO CAU/BR: PATRICIA SARQUIS É ELEITA PARA O MANDATO 2024-2026

ANUIDADE 2024: CONFIRA TUTORIAIS SOBRE COMO EFETUAR A NEGOCIAÇÃO NO NOVO SICCAU

Pular para o conteúdo